Home / Saúde / Cuidados com a natação para bebê no inverno

Cuidados com a natação para bebê no inverno

A natação para bebês, mesmo no inverno, é um esporte saudável tanto para os pais quanto para a criança. Estudos mostram que além de ajudar a aumentar o vinculo afetivo, a prática também melhora o sono dos bebes, aumenta o apetite e traz junto uma série de benefícios notáveis.

Pode ser difícil levar as crianças para uma aula de natação quando a temperatura cai, afinal, muitos pais ainda acreditam que possa ser prejudicial a saúde do bebê ou que seja desconfortável. Porém, a verdade é que há muitas vantagens em manter aulas regulares de natação para o bebê no inverno.

Existem alguns cuidados extras que são recomendados, entretanto, se eles forem observados a natação mesmo nos meses mais frios só tem a acrescentar ao desenvolvimento da criança.

A natação para bebês no inverno ajuda a evitar doenças

Alguns pais retiram seus filhos das aulas de natação quando a temperatura cai, acreditando que a medida ajudará a evitar doenças – a realidade é que isso é apenas um mito.

Os níveis mais altos de condicionamento adquiridos através da natação durante todo o ano criam sistemas imunológicos mais fortes que podem tornar seu filho mais resistente a estresse e doenças.

O inverno geralmente é uma temporada de clima mais seco e com isso as doenças respiratórias costumam se manifestar mais entre as crianças. O contato direto com a água e com a umidade proporcionada pela natação ajuda a fortalecer as mucosas respiratórias e a evitar estes tipos de doenças.

A interrupção das aulas atrapalha o desenvolvimento das habilidades

Para manter as crianças e os bebês confortáveis, as escolas de natação geralmente mantêm uma temperatura de água constante de 32 a 33 graus, por isso o clima frio não interfere dentro da piscina.

Além disso, a descontinuação das aulas durante os meses de inverno normalmente resulta em um declínio na confiança e independência da criança na água, bem como uma queda na técnica e na resistência.

As crianças precisam manter e reforçar as técnicas adquiridas  e com a parada, os meses de aulas no verão acabam sendo “desperdiçados” .

Essa manutenção e reforço são particularmente importantes para bebês, crianças pequenas e pré-escolares, quando a memória muscular está começando a se desenvolver.

Cuidados adequados no inverno- natação para bebê 

Apesar de não ser recomendada a interrupção das aulas nos meses de inverno, são indicados alguns cuidados extras.

Dentro da piscina a temperatura estará agradável, graças aos aquecedores. Entretanto, a temperatura fora da piscina está mais baixa, e é primordial ter algo com o qual o bebê possa ser enrolado para se proteger do frio e deve sempre se secar bem, especialmente nas “dobrinhas” do corpo, evitando o aparecimento de micoses e fungos.

Outro cuidado essencial é com a pele. O cloro é ótimo para prevenir o crescimento de bactérias em uma piscina, mas também pode irritar a pele e levar à secura. No inverno, quando a pele seca já é um problema para muitas pessoas, nadar em água com cloro pode piorar a situação.

Após a limpeza da pele, é recomendado o uso de óleos hidratantes próprios para bebês. São produtos suaves que ajudam a repor a hidratação da pele que é removida durante a natação.

A participação contínua em aulas de natação para bebê durante o inverno é a melhor maneira de prevenir resultados indesejados que podem incluir medo e desconforto ao retornar as aulas.

Não deixe que o medo impeça o seu filho de desenvolver suas habilidades aquáticas. A natação no inverno pode ser muito benéfica para os bebês e com os cuidados apropriados não há com o que se preocupar.

Sobre rafael

Veja Também

Artrose e Escoliose – Confira Quais Exercícios Fazer

Artrose e escoliose são ambas doenças ósseas. A primeira está relacionada ao envelhecimento e a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *